18 de fev de 2015

5 formas de conseguir atenção dos seus alunos

Meus caros colegas, eu bem sei que é difícil prender a atenção dos alunos, mesmo porque às vezes temos temas bem chatos e por mais que tentemos tornar a aula agradável, volta e meia precisamos de uma boa explicação, e nesse momento os alunos têm que estar atentos ou nosso esforço será em vão.

Mas como fazer com que seus olhos (e ouvidos) fiquem durante todo o tempo ligados no que estamos explicando? Seguem algumas sugestões que podem funcionar com sua turma, variar é sempre bom porque usando sempre a mesma o efeito costuma diminuir.

1) Caminhar entre eles
Ficar na frente da sala não é a melhor forma de conseguir atenção, circulando entre os alunos nos tornamos um “alvo móvel” e com mais chances de manter a atenção deles. Se ao explicar nos movimentamos, nos aproximamos de cada aluno, as chances de que prestem atenção serão bem maiores.

2) Olhar nos olhos enquanto fala
Ao mesmo tempo em que nos movimentamos, podemos fixando os olhos no olhos do aluno à nossa frente, sempre que olhamos nos olhos de alguém a tendência é que pare tudo o que está fazendo e corresponda a esse olhar. Mas isso apenas não basta, pois pode tornar-se “desafiador”, então devemos também sorrir enquanto olhamos diretamente nos olhos do aluno, dessa forma ele não se sentirá “ameaçado” e não abaixará a cabeça. Alunos rebeldes quando sentem-se “ameaçados” costumam reagir, nem sempre de forma agradável. Um olhar amistoso e um sorriso são sempre bem-vindos e bem acolhidos.

3) Modular a voz e gesticular
Uma voz monótona dá sono. Dar vida à voz, transmitir entusiasmo, modular com perguntas, exclamações, demonstrar emoções na voz são recursos que farão com que eles prestem mais atenção do que durante uma tediosa preleção interminável com voz sempre no mesmo tom, muito alta ou baixa demais.

4) Trazer auxílio visual
Traga mapas, objetos, gráficos, figuras. Tudo o que puder ser usado para ilustrar ou exemplificar será útil. Se possível um vídeo ou até um arquivo em PowerPoint feito por você despertará mais atenção do que se você ficar só falando.

Desperte não só a atenção como a curiosidade dos alunos, não dê o peixe, deixe que pesquem um pouquinho também. E isso nos leva à quinta e última dica, que aliada às demais me parece a mais preciosa de todas.

5) Faça perguntas
Indenpendente da forma que você escolhe (ou mesmo todas as 4 acima) para sua explicação, é sempre bom conseguir participação dos alunos. Não diga apenas: “aí aconteceu o seguinte…”. Faça uma pausa e pergunte:

- O que você acha que aconteceu a seguir?

- Por que você acha que isso aconteceu?

Vá construindo a explicação junto com os alunos, essa é também uma forma de também ir checando até onde entenderam, se estão completamente ligados, se estão pensando sobre o assunto.

Dessa forma você poderá também partir do que eles já sabem, criando um link entre a informação já adquirida com a informação nova. Nossa memória funciona a partir de links, só conseguimos realizar cálculos com equações ligando-os ao que já sabemos sobre multiplicação e divisão.

Não faça perguntas no geral para serem respondidas em coro. Faça uma pergunta e aponte um aluno para responder. Se ele não souber a resposta ou souber parcialmente, escolha outro para complementar ou ajudar. Volte depois no aluno anterior e refaça a pergunta de outra forma.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...