15 de jun de 2008

Relaxamento para crianças

Fui, aos poucos, lendo toda uma bibliografia sobre relaxamento e tentando criar condições favoráveis para colocar no cotidiano da sala de aula a positividade e a alegria de viver. E foi com muita alegria que vi no comportamento das crianças a descontração, a soltura e o prazer. Passei a escrever frases otimistas no canto da lousa todos os dias. Outras vezes, pedia que as copiassem nos seus cadernos colorindo-as para ficar em destaque. Percebi o quanto
cresceram e melhoraram nas lições. Claro, tudo o que fazemos com prazer, com alegria, fazemos bem, fica melhor. Pedi ajuda aos meus filhos nessa tarefa de aprendiz do relaxamento. Em minha casa, pusemos frases em lugares estratégicos, escritas em sulfite, como por exemplo:

*Você é inteligente e capaz. Vai conseguir!

*Você é muito importante, é um presente de Deus.

Começamos por fazer do nosso hoje o dia mais importante de todos os dias. A valorização do hoje como oportunidade única para viver e viver em plenitude. Quando meus alunos estão inquietos, meio faladores, cansados, então eu peço que fiquem de pé, cantamos alguma canção simples, usando gestos, o corpo e depois, espreguiçamos, esticamos bem, respiramos três vezes profundamente e retomamos normalmente o nosso trabalho. Esse exercício é de grande resultado.

Uma coisa importante para mim foi participar com os alunos. Todas as atividades são feitas em termos de "nós”. Trabalhamos em sala de aula, como se fôssemos todos do mesmo nível. E na realidade o somos, pois somos aprendizes da vida. Mostrar à criança que somos co-criadores do universo e que somos capazes de criar o nosso próprio universo interior é de suma importância. A criança vai se envolvendo e se entusiasmando ao saber que é tão capaz que pode até criar o seu dia, programá-lo e vivê-lo em plenitude. Então a criança vai aprendendo criar o dia-a-dia é uma arte ao seu alcance.

Muitas vezes, a criança está mal-estimulada a fazer em classe determinada tarefa. Por isso procura refugiar-se numa dor de cabeça, vontade de ir ao banheiro. Mas acontece que a própria criança não consegue perceber seu processo psicológico de fuga, e para ela a dor de cabeça existe e pronto. Vivendo circunstâncias desse tipo, montei um relaxamento nesse sentido.Antes de passar ao texto do relaxamento, gostaria de fazer algumas ressalvas. Primeiro, estes textos de relaxamento devem ser lidos muito calmamente, articulando cada frase com muita calma e tranqüilidade. O ambiente deve ser propício, silencioso, relaxante, temperatura agradável. Poderão ser usadas músicas clássicas, que sejam suave em baixo volume, como fundo, para se ouvirem as palavras do relaxamento. Vejamos então:

Deite no chão, feche os olhos, relaxe, fique calmo. Respire profundamente e solte bem devagar o ar. Vamos agora, com a nossa imaginação, passear pela nossa vidinha. Existem muitas coisas boas que gostamos de fazer, como brincar, por exemplo. Brincar é uma coisa muito boa! Imagine-se brincando com aquele brinquedo de que mais gosta, naquele local em que você se sente mais à vontade.Como se sente ao brincar? Veja-se brincando de carro, empinando pipa, jogando bola, andando de bicicleta ou brincando de bonecas. Experimente o prazer. Mas acontece que você não só faz as coisas de que gosta. Existem coisas que você não gosta de fazer. Pense nelas. Será guardar os brinquedos? Ou deixar o seu quarto em ordem? Ou comer aquela comida que não acha gostosa, mas que faz bem à sua saúde? Ou fazer aquela lição que você acha chata?Na sua imaginação, veja-se fazendo uma das coisas de que não gosta. Preste atenção no que está sentindo agora. Chateado? Com preguiça? Dor de cabeça? Vontade de fugir? Quem sabe vontade de inventar uma desculpa para a mamãe fazer por você? Está correto? Muitas vezes, quando encontramos alguma dificuldade, a nossa vontade é de ficar doente, arrumar uma desculpa para nos livrar da situação. As dificuldades vão aparecer sempre. O importante é saber enfrentar cada dificuldade com carinho, com alegria, assim tudo fica mais fácil, mais simples, mais leve e aos poucos vai se tornando uma coisa gostosa de fazer. Experimente! Faça tudo como se estivesse brincando. Agora se imagine fazendo uma coisa de que não gosta, mas com alegria. Faça isso cantando no seu pensamento. Sinta-se forte. Sorria. Tudo é muito gostoso de fazer, é só colocar alegria no nosso coração. Agora respire profundamente e se espreguice como se estivesse acordando agora. Quando eu contar até três, levante-se e grite: — Estou feliz!

SUGESTÃO PARA MATERNAL I

Confeccione várias figuras de animais bem humorados, espreguiçando, deitando, abraçando e outras posições... Busque em revistas especializadas em da educação infantil ou outras e faz as colagens juntamente com os alunos e use no momento do relaxamento. Mostre as figuras pars eles e diga que tem que imitar o que a figura pede... é muito legal e eles fazem com prazer...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...