6 de nov de 2013

Material dourado alternativo e mais barato

Já sabemos que para ensinar sobre unidade e dezena é muito bom ter o auxílio do Material Dourado, porém eu não tinha como conseguir o número necessário para que todos pudessem manuseá-lo com um custo baixo (e sem contar com a possibilidade de utilizar recorte e colagem).

Aprendi a fazer com canudinhos em um curso oferecido onde trabalho. É bem mais barato, é fácil e fica muito bonitinho! E ainda dá a possibilidade de utilizar no Jogo “Nunca Dez”, que eu vou explicar mais abaixo. Então, mão na massa!



1º Passo – Comprar canudinhos coloridos.

Os meus eu comprei em um supermercado grande e paguei mais ou menos RS8,00. São quatro cores diferentes (rosa, amarelo, verde e laranja), as cores são bem vivas e deixam o material visualmente atrativo, mas pode ser feito com qualquer tipo de canudinho.

2º Passo – Cortar os canudinhos.

Cada canudo eu dividi em três partes iguais e cortei com a tesoura, para fazer render, dando uma maior quantidade de jogos.

3º Passo – Separar as unidades e montar as dezenas.

Separei alguns canudinhos individuais (o que depende do número de alunos que há na sala). Os que sobraram eu agrupei de dez em dez, prendendo com liguinha de cabelo (aquelas coloridas que são feitas de silicone).

Pronto, agora vamos aprender a jogar!!!

A sala é dividida em grupos e cada grupo tem à sua disposição um dado e uma quantidade de dezenas e unidades.

Cada um na sua vez joga o dado e deve acrescentar o número de canudinhos de acordo com os pontos tirados no dado, com o combinado de nunca podem ter 10 unidades de canudinhos nas mãos (quando isso acontecer, é necessário trocar por uma dezena). E assim o jogo prossegue até que os canudinhos acabem. Vence que tiver a maior quantidade nas mãos!

Com esse jogo, a criança tem que ir trocando as unidades que tem nas mãos por dezenas, fazendo muitas vezes com que 1 dezena aumente e algumas unidades ainda permaneçam, o que ilustra bem a questão de, por exemplo, quando uma soma na unidade dá 13, temos que deixar o 3 na unidade e o 1 “sobe” na dezena.

Para exemplificar melhor a questão do “emprestar” na subtração (que na verdade não empresta, dá) é só fazer o jogo ao contrário: a criança começa com alguns canudinhos nas mãos e deve tirar de acordo com o número do dado. Quando for necessário tirar apenas 3 unidades por exemplo, e ela não tiver possibilidade de tirar de suas dezenas inteiras, então terá que trocar uma dezena por 10 unidades separadas para então fazer a subtração. Desta maneira ficará mais fácil de compreender, na hora de fazer a conta, porque uma dezena vem para a unidade.

Bom, aqui foi uma dica de jogos que deram muito certo na minha sala! Espero que tenham gostado! (depois eu coloco a foto do jogo)


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...